Digite aqui o que procura Sobre o Autor Email Enviar Nome Email Menssagem Sobre pág. ##1## de ##2## Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Oot Nov Dez

Vitor R.

[name=Vítor Rodrigues] [img=https://2.bp.blogspot.com/-cgLnvWAcM6E/Xr1-hQxVXwI/AAAAAAAAm6E/vz6XuPyAADwffxq-DGwI-XqwqczS_amSwCK4BGAYYCw/s113/Me.jpg] [description= Eu sou o Vítor e desde pequeno (13 anos) viajar deixou de ser apenas férias e passou a fazer parte da minha vida durante o ano todo, foi ai que eu decidi criar o blog e desde então sempre tenho em mente um DESTINO MARCADO.] (instagram=https://www.instagram.com/vitorigues/?hl=pt-br) (youtube=https://www.youtube.com/channel/UClIpiAjyv4dVE6JeP3bznig) (twitter=#)

10/newsticker/Curiosidades

8/bigslider1/Topo/ featured

404

Desculpe, página indisponível
Home

4/block4/Intercâmbio no Canadá

10/carousel3/Atrações

2/bigslider2/Viajante Consciente

Últimos Posts

24 Horas em Puno: Passeio Pelo Lago Titicaca

0
Ao sair de Cusco, o meu primeiro destino foi Puno, uma cidade que fica a 388km de distancia e pode ser feita em 6:30 de carro, ou 8 horas de ônibus, que foi o meu caso. Puno funciona como base para todos que vão visitar o grande lago Titicaca, um dos maiores da América do Sul! Confira as informações abaixo caso você queira visitar o lago e saber o que da para fazer em Puno. 



Chegando em Puno

Como já disse outras vezes aqui no blog, eu cheguei no Peru e fui direto para Cusco, passei alguns dias lá e depois fui em direção à Lima, mas no meio do caminho eu parei em algumas cidades e a primeira delas foi Puno. O roteiro que eu fiz foi baseado nos trajetos que a Peru Hop oferecia em seu site. Peru Hop foi a empresa de transporte que eu usei para ir de uma cidade a outra, eu escrevi um post completo contando como foi minha experiência com eles.



Todo o trajeto da viagem de ônibus foi de noite, saímos de Cusco 22:00 e chegamos em Puno as 6 da manhã. Dormimos praticamente durante toda a viagem, mas foi aquele negocio de viagem de ônibus, você dorme, mas não descansa muito bem.

Chegamos em Puno, fizemos uma parado num hotel para usar os banheiros e tomar café e logo depois entramos na van para começar o passeio. 



O Passeio:

Fechamos o passeio com a Peru Hop ainda em Cusco, um pouco antes de entrar no ônibus. Eles ofereciam um passeio que passava pelas Ilhas Flutuantes do lago e depois passava em uma das ilhas "fixas", onde iríamos almoçar na casa de um dos locais.


A van estacionou perto do lago, entramos em um dos diversos barcos que estavam parados lá na beira e começou o passeio.


Fomos recebidos no barco com musica peruana, tocada ao vivo por um local, e logo em seguida o nosso guia começou a explicar como ia ser o passeio mais detalhadamente e também falou algumas informações bem interessantes sobre o lago.

Não vou contar muito para não acabar com a emoção de aprender sobre o lugar enquanto você esta lá, mas vou contar o suficiente para te instigar e fazer com que você fique com vontade de conhecer o lago. O Titicaca pertence tanto ao Peru quanto a Bolívia e é o maior lago da América do Sul em volume, e ele é o lago navegável mais alto do mundo, estando a  3.821 metros acima do nível do mar! 


Primeira parada: Ilhas flutuantes

Por volta de meia hora no barco a gente já consegue ver indicações de que as ilhas flutuantes estão se aproximando. As ilhas são inteiramente feitas de uma planta que cresce na água do lago e quando você começa a ver elas é questão de tempo para começar a ver as ilhas  


Paramos em uma das centenas de ilhas flutuantes e tivemos a oportunidade de conhece-la por dentro. Fomos recebidos por seus moradores que nos mostraram como elas são feitas e também nos contaram um pouco como é morar lá, no vídeo abaixo eu mostro direitinho como foi essa experiência.


Foi o meu momento favorito do passeio! Visitar a ilha abriu a minha cabeça e foi bastante interessante ver tudo aquilo, eu não tinha ideia de que era possível viver naquelas condições. Veja abaixo algumas fotos tiradas na ilha:



Segunda Parada: a terceira maior ilha do lago

Saímos da ilha e fomos em direção a terceira maior ilha do lago (essa já não é flutuante feita de palha), o guia perguntou se alguém não comia peixe, porque também tinha a opção de omelete, para quando chegarmos lá a comida já estivesse quase pronta.

O problema foi que deixamos a ilha flutuante umas 9:20 e fomos chegar lá meio dia, foram quase 3 horas no barco para chegar na ilha! O tempo de transporte normalmente eu não me incomoda, se eu estiver indo para um lugar que vale a pena, boa parte do trajeto era apenas água em volta, parecia que estávamos no meio oceano e como tava todo mundo cansado por causa da noite anterior, acredito que todo mundo cochilou no trajeto. Chegamos lá famintos, porém tínhamos que andar um trajeto para chegar no local onde seria o almoço.


Local onde almoçamos

As duas opções de prato: peixe local com arroz e batata frita e omelete com legumes e batata frita. Teve também uma sopa de entrada.

Depois de almoçar, um dos moradores da ilha foi lá e nos contou um pouco sobre como é viver lá, os problemas que eles enfrentam e também sobre a cultura deles. Depois do almoço podia dar uma pequena volta pela ilha, por uma trilha e depois ir para o barco, ou descer direto e esperar quem optou pela trilha.

Volta:

Saímos da ilha por volta de 13:30 e fomos chegar no hotel apenas as as 17:10! Foi um tempo muito longo e como disse antes, boa parte do trajeto tinha apenas água, então nem a paisagem entretinha, na volta todo mundo dormiu, de novo. Chegamos no hotel, pagamos para tomar banho (não eramos hospedes, usávamos o hotel apenas como base) e saímos para jantar.
 
Fomos para Plaza de Armas de Puno e achamos uma pizzaria bem legal chamada Icabar Salon, ela estava vazia, não sei se a fome ajudou, mas a pizza estava deliciosa.




Conclusão:

A primeira parte do passeio eu achei super interessante e valeu muito a pena, já a segunda se eu fosse para lá de novo eu ia optar por não fazer. Eu achei muito cansativo fica 3 horas no barco para ir almoçar na ilha e não tinha muita coisa interessante, fora que na volta foram mais 4 horas de barco e a gente perdeu toda a tarde para chegar no hotel! Para quem vai ficar apenas um dia na cidade, eu achei que foi muito tempo gasto no barco.

Mas por não conhecer a cidade eu achei que essas era a única opção de passeio que tinha e ficou mais fácil, porque eu fichei com a mesma empresa do ônibus de viagem, mas depois eu dei uma pesquisada e tem outras atividades bem interessantes para se fazer.

Tem uma pagina no Google com diversas atrações disponíveis na cidade, para acessar clique aqui.

Minha recomendação: Se possível visite as ilhas flutuantes e depois volte e visite alguma outra atração que realmente seja do seu interesse. A cidade em si não tem muito o que fazer, a grande a tração mesmo é o lago, um dia na cidade é o suficiente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário