Digite aqui o que procura Sobre o Autor Email Enviar Nome Email Menssagem Sobre pág. ##1## de ##2## Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Oot Nov Dez

Vitor R.

[name=Vítor Rodrigues] [img=https://2.bp.blogspot.com/-cgLnvWAcM6E/Xr1-hQxVXwI/AAAAAAAAm6E/vz6XuPyAADwffxq-DGwI-XqwqczS_amSwCK4BGAYYCw/s113/Me.jpg] [description= Eu sou o Vítor e desde pequeno (13 anos) viajar deixou de ser apenas férias e passou a fazer parte da minha vida durante o ano todo, foi ai que eu decidi criar o blog e desde então sempre tenho em mente um DESTINO MARCADO.] (instagram=https://www.instagram.com/vitorigues/?hl=pt-br) (youtube=https://www.youtube.com/channel/UClIpiAjyv4dVE6JeP3bznig) (twitter=#)

10/newsticker/Curiosidades

8/bigslider1/Topo/ featured

404

Desculpe, página indisponível
Home

4/block4/Intercâmbio no Canadá

10/carousel3/Atrações

2/bigslider2/Viajante Consciente

Últimos Posts

Dicas Para se Dar Bem com Sua Host Family

0
Quando se escolher ficar em casa de família durante seu intercâmbio, sabe-se que pode rolar algum tipo conflito com a família, não é sempre que acontece, mas não são raros os videos no youtube de pessoas que tiveram algum estresse com a família e acabaram tendo que passar pelo estresse de trocar durante a viagem. Para evitar esse tipo de problema eu vou explicar para quem esse tipo de acomodações é ideal, listar os pontos negativos e também dar algumas dicas para você se dar bem com sua se hospedar com a  host family.



Quem deve ficar em Host Family?

Ficar em casa de família é recomendado para quem quer ter contato com com os nativos do país, de ter uma inserção maior na cultura, e também treinar outra língua não só na rua, mas também em situações do dia a dia. Fora o fato de ter uma estrutura familiar com você, que pode te dar um grande apoio caso você não se sinta 100% preparado para morar sozinho em outro pais.

No meu intercâmbio eu fiquei em casa de família, mas não foi por causa de nenhum nenhum desses motivos especificadamente. Eu tinha 17 anos, e quando você viaja sendo menor de idade, você não pode ficar sozinho em residencia estudantil, a não ser que você viaje em grupo e tenha uma pessoa responsável pelos menores de idade.

Outro fator importante que se deve considerar é o valor. Na maioria dos casos ficar em casa de família é mais barato, porque você também compartilha a casa com outros estudantes e já o caso da residencia estudando, geralmente é um quarto individual, o que acaba ficando mais caro. Mas claro que isso não é regra, e pode variar de acordo com o seu destino, então busque saber sobre os dois para poder fazer a sua escolha com maus segurança.

E por último, algo que pode ser importante para muita gente é a facilidade na hora da refeição. Na maioria dos casos,  o valor que você paga para a host family está incluso algumas refeições, na maioria das vezes café e jantar, e é algo que eu posso dizer que segurança que ajuda bastante pois é menos uma coisa que você tem que se preocupar durante a sua viagem, mas é aquilo, isso varia de acordo com a família.



Fatores negativos de ficar em Host Family:

Mas claro, nem tudo são maravilhas. Ficar em casa de família tem sim seu lado ruim e é importante saber deles para pesar na sua balança e decidir e vale a pena ficar ou não com uma host family.


1- Família mora mais afastada

Na grande maioria dos países, as famílias não moram no centro da cidade por ser uma região mais cara, as casas ficam localizadas um pouco mais afastadas o centro e isso é algo que deve ser considerado. Se a casa da família esta apta para receber alunos, sem dúvida alguma existe um meio de transporte que vai te levar para onde você precisa, ou ônibus, metro ou trem.

No meu intercâmbio, eu tinha que pegar ônibus e metro para chegar na escola, e isso demorava cerca de 55. Por conta disso eu acabei comprei o passe do metro/ônibus para eu poder me locomover, o que foi uma despesa extra. Por outro lado, meus amigos que estavam na residência estudantil podiam acordar mais tarde e ir a pé para a escola, era bem rapidinho e eles não precisavam comprar o passe do metro porque estavam morando no centro, quando íamos para um lugar mais longe eles pagavam apenas o bilhete unitário, o que no final das contas acabava saindo mais barato.


2- Regras da casa

Toda família tem as suas regras para ter um convívio melhor e as host familys não são exceção. As famílias tem horário marcado para jantar, para chegar em casa, algumas tem limite de tempo no banho e as vezes você pode não concordar com uma dessas regras e acabar gerando conflito.


3- Privacidade

Não é como se a família não vai te dar privacidade nenhuma, mas ela vai querer saber o que esta acontecendo com você, para que lugares você foi e quer ir e por um lado isso pode ser até bom, mas o quanto de privacidade que você vai ter depende de da família que você pegar, mas claro, é sempre bom conversar e falar se você achar que precisa de mais espaço.

***


Dicas para se dar bem com sua família:

Depois de tudo isso fica mais fácil decidir se você vai ficar em host family e se esse for o seu caso, vou dar algumas dicas para você se dar bem com sua família e evitar problemas durante a sua viagem.


1- Entre em contato antes

Se você estiver fazendo intercâmbio por meio de uma agência eles provavelmente vão te indicar isso, mas é sempre bom enfatizar, porque esse é um passo muito importante. Assim que você receber os dados da família que vai te hospedar, mande um email se apresentado, fale um pouco sobre você, ponha uma foto sua, pergunte sobre as regras da casa. Se você quiser ir um passo além pode até gravar um vídeo ao invés de escrever,  esse modo é uma maneira mais interativa e melhor para eles te conheceram.


2- Levar presentes

É aquela velha história sobre primeira impressão, você (que por enquanto é um estranho para família) esta chegando para morar na casa deles, então é sempre bom chegar com um agrado para fazer com que eles gostem mais de você.

O legal dos presente é você levar coisas que são do seu país e normalmente não tem para onde você esta indo, isso agrega um valor maior aos presentes, caso você não saiba o que quer levar, não tenha vergonha de perguntar, a minha host mom disse que adora o café do Brasil! A maioria das famílias já hospederam brasileiros, então eles tem um pouco de ideia das coisas que temos aqui.

No meu email de apresentação que eu mandei para a minha host family eu perguntei que numero ela calçava para eu poder levar uma havaiana para ela.


3- Se comunicar

Eu sabia da importância de se comunicar, mas durante a minha viagem eu realmente entendi. Se você não estiver satisfeito com alguma coisa, é pouco provável que a família saiba, a não ser que você conte para eles. Eu sei que no início pode ser um pouco difícil, pela falta de intimidade e tudo, mas para mim, os intercâmbios são feitos de vários momentos que você sai da sua zona de conforto, na hora ser desconfortável, mas no final você vai se agradecer por ter feito.  

Uma breve história: estávamos jantando eu, minha host mom e outras 2 estudantes que também estavam na casa. Eu, faminto do jeito que estou já tinha comido tudo e ainda estava com fome, e uma das outras meninas não queria comer mais, mas eu estava com vergonha de falar que queria mais e ela estava com vergonha de falar que não queria mais. Teve uma hora durante o jantar que a host mom teve que levantar para alguma coisa, ai essa menina virou pra mim e perguntou se eu queria o resto da comida dela, e claro que eu aceitei! Ai a outra menina levantou para ver se a host mom estava vindo e não estava, ai a gente trocou os pratos bem rápido e começamos e rir, porque a situação estava bem engraçada. O problema foi que quando ela voltou, a gente continuou rindo e ai ela quis saber o motivo da risada e a gente acabou contando. E foi até bom a gente ter contado, porque ela disse que na próxima vez ia colocar menos comida pra ela e mais para mim. E foi assim, se comunicando, que eu comi mais durante o meu intercâmbio hahahha.

Mas não é se comunicar com a família só quando é algo que você não gosta, fale mais coisas com eles. Se você não for comer em casa, avisa com antecedência para eles não prepararem comida a toa para você, avise também se você for chegar tarde, para a gente que é o estudante pode parecer pouca coisa, mas as famílias gostam de saber de tudo isso.

Conte para eles também como foi o seu dia, o que você fez, se você esta pensando em visitar algum lugar da cidade, desse modo eles podem até te dar uma dica sobre o que fazer e isso também aproxima os laços que você tem com eles.  

Espero que com essas dicas você consiga se dar bem com sua família e que possa também aproveitar o seu intercambio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário