Comprei uma Passagem da Avianca, e agora?

7/07/2019

Antes da cia aérea Avianca declarar falência, muitas pessoas compraram passagens aéreas pela empresa para poder viajar agora no meio do ano. Mas agora que todos os voos foram cancelados, os passageiros estão em dúvida do que fazer.

Eu comprei uma passagem da empresa em janeiro para ir a São Paulo em junho. Em abril, a Avianca Brasil parou de operar e, consequentemente, meu voo foi cancelado. Pensei que teria de comprar uma nova passagem aérea, de outra empresa e depois entrar com uma ação contra a empresa aérea, o que seria uma grande dor de cabeça. Para evitar esse conflito, fui ao aeroporto, no guichê da Avianca, perguntar à algum funcionário o que deveria ser feito.


Ele me disse para ir no aeroporto no dia do meu voo, normalmente, e que eles me colocariam em um voo semelhante, mas em um avião de outra cia aérea, sem nenhum custo adicional.

Dito e feito. Tentei chegar no aeroporto, o mais cedo possível, pois sabia que teria uma fila de pessoas com o mesmo problema que eu. Cheguei no aeroporto 6:30 e tinha cerca de 10 pessoas na fila esperando o guichê abrir, que abriria só 7:30. O tempo foi passando, a fila aumentando até que deu o horário.

Quando abril, uma funcionária pergunto os dados do meu voo, número, destino... eu entreguei minha passagem impressa (o que ajudou bastante), e ela colocou meu nome na lista de passageiros que iriam para São Paulo.

Depois de 10 minutos, ela nos direcionou para a fila da Gol, informamos a situação para ele, ele nos levou para um lugar especial, que meio que estava preparado para receber os passageiros da Avianca e eles nos entregou a nossa passagem, de graça.

Meu voo acabou saindo um pouco mais tarde do que o horário habitual, mas consegui viajar no mesmo dia.

 Na volta, fiz o mesmo procedimento, procurei o guichê da Avianca, fui atendido por uma funcionária, que estava lá justamente para tratar desse tipo de situação. Ela tinha conseguido um voo, saindo de Guarulhos, e teria o transporte para a troca de aeroporto inclusa também. Juntos comigo, havia um casal que estava indo para o mesmo destino que eu, e eles não gostaram da ideia de ter que trocar de aeroporto. Ela deu uma pesquisada e conseguiu uma outra passagem, saindo de Congonhas.

Peguei minha passagem nova e voltei para casa, sem nenhum problema.

Mesmo a Avianca sendo uma empresa que vai deixar de existir logo logo, o tratamento dela com os clientes foi excepcional, resolveu tudo o que eu precisava sem nenhum problema.

Você também vai gostar

0 comentários